Wednesday, January 03, 2007

Segundo!



Mais uma interrogação.

Mas afinal de que é feito um coração?

6 comments:

KhelManu said...

Li agora o teu primeiro post sobre a execução de Saddam Hussein... mas resolvi responder a este... até porque me parece mais profundo.

Saddam era, (infelizmente para todo o ser humano já não o é), um homem como qualquer um... alguém que nasceu, cresceu e fez da sua vida aquilo que no fundo quis.
Não defendo um único acto que ele tenha tomado, não defendo o regime que ele impôs, tão pouco defendo a sua pena de morte!

Se o objectivo é tornar o Iraque numa democracia, não é cometendo os mesmos crimes que S.Hussein cometeu que se vai chegar lá. A sua pena de morte, (ainda por cima por enforcamento), não foi progredir, mas estagnar, se é que não foi regredir.

Saddam também tinha um coração como todos nós, família, talvez amigos, mas, não é isso que mais me preocupa... o que mais me preocupa é que morre tanta gente no mundo sem precisar que as executem... para quê pagar com a mesma moeda os actos por ele cometidos? faz algum sentido?

Neste caso eu seria a favor de trabalhos forçados... não só para ele, mas para todos os que estão presos no mundo a viver às custas do governo sem fazerem nenhum...
Vamos fazer este mundo mais produtivo... uma aldeia global bem organizada e com uma moral bem definida.

"Com o enforcamento de S.Hussein a humanidade voltou a mostrar que não é assim tão humana!"

one love

Lory Boy said...

Não quero que penses que eu duvido se Saddam tem ou não coração. Sei bem o quanto Saddam era um homem com qualquer outro.
A minhapergunta neste post é só uma interrogação, de como é possívél um coração ter reações tão diferentes.
Ao mesmo tempo aproveito agradeço a tua resposta.
Foi bastante exclarecedora!

KhelManu said...

Realmente é uma dúvida pertinente...
Como será possivel este homem ter cometido actos tão opostos dentro do nosso sentido de moralidade.

Acredito que para se responder a tal pergunta deverá ter-se em conta vários aspectos; entre eles o sentido de bem e de mal, que nós defenimos de uma forma devido às nossas raizes cristãs, e que no médio oriente terá um significado diferente.

Não me atrevo a responder a essa questão, até porque penso que ninguém tem "moral" para responder.

p.s.: espero que tenhas percebido o meu ponto de vista.

one love

Lory Boy said...

Sim, esse ponto que referes do "sentido de bem e de mal, que nós defenimos de uma forma devido às nossas raizes cristãs, e que no médio oriente terá um significado diferente" é muito bem introduzido.
Se virmos o video da morte de Saddam, ele próprio que insere a questão religiosa. Teriamos que estuda-la a fundo para podermos ajuizar. A religião do médio oriente tem um ponto que no nosso mundo ocidental causa muita polémica: a guerra santa.
E como dizia ainda à uns dia a um amigo meu, é verdade que o enforcamento de Saddam pode fazer muito sentido nos paises nos paises do médio oriente, mas para nós é como um choque. Esse é por si só um exemplo claro das nossas diferenças.

Lory Boy said...

Ps: Não te preocupes, eu percebo a opinião.
Moral, ninguém tem para comentar esta pergunta. "Quem nunca pecou, que atire a primeira pedra", já dizia alguém bem mais justo que eu!

Cookie_Monster said...

Porque nada justifica a perda de uma vida humana... A emoção é o que nos torna Pessoas, humanos no sentido mais verdadeiro da palavra..

*beijinho