Wednesday, October 11, 2006

A Luz da Noite




A Luz da noite
É a mais propícia para sonhar.
É nela que sonho contigo,
Sentado na sombra do luar.

Curiosamente, é na noite
Onde corre a brisa e a escuridão
Que mais sinto tudo,
Desde o cansaço, aos problemas do coração.

Não é o sono
Que me ocupa nestas horas.
É uma vida não vivida
Porque anseio sem demoras.

És tu, os meus sonhos,
Os meus medos e desejos
Que vibram ainda mais em mim
Nesta noite de confissões.
É o meu eu que aqui se revela,
Se mostra, tímido e receoso,
E cheio de ilusões.
Sou eu.

1 comment:

Tiago Bianchi said...

É isto o homem: aquele nivel da natureza que tem consciência de si próprio (do seu eu).
Que é desejo de infinito!